Associação Humanitária dos Bombeiros de Pinhal Novo no apoio às vítimas do ciclone Idai.

A tragédia que se abateu recentemente sobre Moçambique, em consequência da passagem do ciclone Idai, provocou, como é do conhecimento geral, avultados prejuízos materiais e, sobretudo, teve um impacto enorme nas populações locais, provocando mais de quatro centenas de mortos e vários milhares de desalojados.

Em consequência, as zonas mais afetadas ficaram sem energia e linhas de comunicação, sem meios de produção ou distribuição de alimentos, de medicamentos ou de outros bens essenciais, pelo que, teme-se agora pelo aparecimento de novas dificuldades, sobretudo ao nível das condições básicas de sustento e de salubridade pública.

Sem meios para combater a enorme precariedade que se vive no território, resta a Moçambique a solidariedade da comunidade internacional, com a qual conta para suprir as necessidades mais imediatas dos milhares de moçambicanos afetados pela catástrofe.

Conscientes da importância de que se reveste este tipo de apoios, a Junta de Freguesia de Pinhal Novo e a Associação Humanitária dos Bombeiros de Pinhal Novo uniram-se na realização de uma campanha de angariação de bens de primeira necessidade para apoio ao povo moçambicano, que decorrerá em toda a freguesia até ao dia 14 de abril.

A recolha dos alimentos, água potável e outros bens de primeira necessidade será efetuada pelos Bombeiros de Pinhal Novo, devidamente identificados, que assumiram ainda a tarefa de servir de depósito temporário dos mesmos e de, posteriormente, em colaboração com a Junta de Freguesia fazê-los chegar às organizações que se encarregarão de os enviar para as zonas mais afetadas do território moçambicano.

Certos de que a esta tragédia ninguém ficou indiferente, cujo impacto justifica plenamente a realização desta campanha, à qual muitos cidadãos certamente se associarão através da doação de bens, apelamos à participação de todos os pinhalnovenses nesta campanha de SOLIDARIEDADE COM POVO MOÇAMBICANO.

Esta campanha de solidariedade conta ainda com o apoio da Associação de Dadores Benévolos de Sangue de Pinhal Novo, do Corpo Nacional de Escutas – Agrupamento 643 de Pinhal Novo e dos supermercados Pingo Doce e Intermarché.